Notícias
► 12/mar/2018  |  Redação

Quadros vê dubiedade da Telefônica e diz que não há mais tempo para negociações de novos termos do TAC

Lucia Berbert – Tele.Síntese

O presidente da Anatel, Juarez Quadros, reconheceu, nesta sexta-feira (9) que é muito difícil prosseguir no andamento do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) da Telefônica, uma vez que o regimento não permite renegociação nem há mais prazo para discutir novos termos. “São mais de quatro anos de negociação e agora há prazos impostos pelo TCU [Tribunal de Contas da União] que precisam ser obedecidos”, disse.

Para Quadros, tanto a nota distribuída pela Telefônica como a carta circular enviada à agência são dúbias e não enfrentam o cerne da questão, que é o descontentamento da prestadora com a metodologia para definição dos projetos adicionais. “O processo está agora na área técnica, que está orientada a atender todas as recomendações do TCU, inclusive de investimentos onde o VPL é negativo”, disse.

Se avançar na área técnica, o TAC da Telefônica ainda terá que passar pela aprovação do Conselho Diretor. No TCU, há um pedido de cautelar do Ministério Público para suspender o termo, que está em análise pelo relator, ministro Bruno Dantas. O acordo ainda enfrenta forte resistência dos concorrentes.

Apesar dos transtornos com o TAC da Telefônica, o presidente da Anatel ainda acredita no instrumento e entende que essas idas e vindas não vão atrapalhar as negociações dos TACs com outras operadoras. Segundo ele, o da Algar e o da TIM já estão na relatoria de conselheiros e apenas o da Claro está ainda na área técnica. Mas nenhum deles ultrapassa o montante de R$ 500 milhões. “Acredito que esses possam dar certo”, disse.



BNDES anuncia três linhas para financiar Internet das Coisas

Banco antecipou que fará chamada pública para projetos piloto com formação de consórcios, um fundo de venture capital e outro de investidor-anjo para pequenas empresas.

TelComp - Associação Brasileira das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas
Av. Iraí, 438 - cj 44 a 47 | Moema | São Paulo | SP | CEP 04082-001 | Tel +55 (11) 5533-8399