VIII Seminário TelComp 2015


Palestrantes

Daniel Ferdele

daniel-ferdele

Daniel Federle é Associate da divisão de Investment Banking do Credit Suisse Brasil e é líder da equipe responsável pela cobertura do setor de telecomunicação, mídia e tecnologia na América Latina. Ingressou no Credit Suisse em 2008 e teve uma passagem de três anos pela Credit Suisse Asset Managemet, desempenhando atividades de análise de empresas de diversos setores antes de migrar para a equipe de Equity Research. No último ano, figurou no ranking da revista Institutional Investor entre os melhores analistas de equipes de Equity Research brasileira do setor de telecomunicação, mídia e tecnologia. É formado em engenharia química pelo Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).

 

Daniel Tibor Fuchs

daniel-fuchs

Daniel Tibor Fuchs, 42 anos, Diretor de Inovação e fundador do grupo Datora, com operadoras de telecomunicações brasileira com foco no atacado (STFC e SCM) e, mais recentemente, SMP – RRV (Serviço Móvel através de Rede Virtual) – MVNO. Daniel é pós-graduado em Ciência da Computação e MBA em Marketing pela Universidade IBMEC. Responsável pelo desenvolvimento de estratégia de telecomunicações na Datora, bem como a concepção de novos produtos e serviços com base nas tendências tecnológicas mais avançadas. Atualmente focado na implementação do segmento de internet das coisas. Daniel também é especialista em protocolo de internet, com ênfase em voz, tem trabalhado com a tecnologia VoIP ao longo dos últimos 20 anos e é considerado um pioneiro na indústria.

 

Divino Sebastião de Souza 

divino-salgado

Tem 35 anos de experiência profissional na área de Tecnologia da Informação, com destaque para telecomunicações. Participou das primeiras implantações da telefonia móvel no interior de Minas Gerais, São Paulo e Mato Grosso do Sul. Foi um dos idealizadores e executores do Call Center – ACS, hoje Algar Tecnologia (empresa de BPO/TI) da Companhia, onde foi Diretor Superintendente por 8 anos. Atualmente, é Diretor Presidente da Algar Telecom. Formação acadêmica: É Engenheiro Elétrico formado pela Faculdade de Engenharia Elétrica de Ituiutaba/MG, possuindo pós-graduação em (i) Gestão Empresarial, pela Universidade Federal de Uberlândia; (ii) Gestão de Estratégias, pelo INSEAD/ França e (iii) Gestão Estratégica, pela Wharton University – EUA.

 

Elinor Cristófaro Cotait

elinor-cotait

Sócia do escritório Mundie Advogados. Especialista em Direito Administrativo, Regulatório e Concorrencial, com ênfase em Telecomunicações, Licitações e Contratos Administrativos. Vice Presidente da Associação Brasileira de Direito da Tecnologia da Informação e das Comunicações (ABDTIC), faz parte do Conselho Consultivo da Sociedade Brasileira de Direito Público (SBDP) e da Comissão de Controle Social dos Gastos Públicos (Ordem dos Advogados do Brasil, Seção de São Paulo).

 

Francisco Valim

francisco-valim

Francisco Valim é formado em Administração de Empresas, com pós-graduação em Finanças pela FGV e MBA na Universidade do Sul da Califórnia – Marshall School of Business. Antes de ingressar na Nextel, o executivo foi CEO da Via Varejo, um dos maiores varejistas de eletrônicos e móveis na América Latina, entre 2013 e 2014. Anteriormente, de 2011 a 2013, atuou como CEO da Oi, concessionária de serviços de telecomunicações, tanto para telefonia fixa quanto para serviços sem fio. Antes disso, Valim foi CEO da Experian para o Reino Unido, Europa, Oriente Médio e África e CEO da NET, uma das maiores empresas de serviços a cabo da América Latina, de 2003 a 2008.

 

Gui Telles

guilherme-telles

Gui Telles, 32, é General Manager da Uber no Brasil e responsável pelas operações da cidade de São Paulo. Formado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV-SP), Gui fez MBA na Universidade de Stanford, além de ter estudado também na HEC School of Management e na Ecole supérieure de Commerce de Montpellier, ambas na França. Antes de assumir este desafio na Uber, Gui Telles passou pelo Peixe Urbano, The Boston Consulting Group e Monashees Capital.

 

Igor Vilas Boas de Freitas

igor-freitas

Engenheiro Eletrônico (ITA, 1994) e Mestre em Economia (UnB, 2013), possui ainda especializações em Direito Legislativo (UFMS, 2005) e Administração de Negócios em Telecomunicações (IBMEC, 2001). Iniciou sua carreira no setor em 1995, como engenheiro projetista na Equitel, subsidiária da Siemens para a área de telecomunicações. De 1998 a março de 2004, atuou nas áreas de negócios da 3Com, Nortel Networks e Damovo, multinacionais fabricantes e integradoras de plataformas de comunicação. Nesse período, também integrou a equipe de desenvolvimento de serviços da Brasil Telecom. Em abril de 2004, ingressou na carreira de Consultor Legislativo do Senado Federal para a área de Comunicações e Informática. Desde então, foi Diretor do Departamento de Indústria, Ciência e Tecnologia do Ministério das Comunicações, presidente do Grupo Gestor do projeto do Sistema Brasileiro de Televisão Digital (SBTVD), representante do Poder Executivo no Conselho Consultivo da Agência Nacional de Telecomunicações e assessor do Conselho Diretor dessa Agência.

 

João Rezende

joao-rezende

João Batista de Rezende é natural de Cambira (PR). Mestre em Economia pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, formou-se em 1988, também em Economia, na Universidade Estadual de Londrina. Foi chefe de gabinete do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, integrou o conselho de administração do Banco do Estado de Santa Catarina e o conselho de administração da Transpetro Petrobrás. Entre 2005 e 2006, foi vice-presidente da Associação Brasileira de Concessionárias de Serviço Telefônico Fixo Comutado (Abrafix). Presidiu a Sercomtel e a Companhia de Desenvolvimento de Londrina (PR), cidade onde foi Secretário de Fazenda e diretor financeiro da Cohab. Atuou como economista no Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e foi diretor financeiro da Fundação Paulista de Educação e Tecnologia. Atuou, ainda, como consultor e professor de pós-graduação. Foi nomeado, em 1º de novembro de 2011, para exercer o cargo de presidente do Conselho Diretor da Agência, com mandato até 5 de novembro de 2013. Por meio de decretos de 5 de dezembro de 2013, foi reconduzido ao cargo de membro do Conselho Diretor da Anatel, com mandato até 5 de novembro de 2018, e também à presidência da Anatel, com mandato de três anos.

 

Stelleo Tolda 

stelleo-tolda

Vice-Presidente Executivo do MercadoLivre (COO)

Responsável pelas operações da empresa nos 14 países onde está presente (Argentina, Brasil, Colômbia, Costa Rica, Chile, Equador, México, Panamá, Peru, Portugal, República Dominicana, Uruguai, Bolívia e Venezuela). Acumulou a posição de diretor geral do MercadoLivre no Brasil até julho de 2010. Responsável pelo início da operação brasileira, levou o MercadoLivre a atual posição de liderança no comércio eletrônico nacional.

Anteriormente, Stelleo Tolda havia atuado no mercado financeiro, em empresas como Lehman Brothers, Inc. nos Estados Unidos, Banco Pactual e Banco Icatu, no Brasil. Stelleo possui MBA na Escola de Administração de Negócios (Business School) da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, e é formado em Engenharia Mecânica, pela mesma instituição.

 

 Paulo Rodolfo

paulo-rodolfo

Paulo Rodolfo é Diretor Presidente da Internexa. Formado em Engenharia Aeronáutica pelo ITA com MBA internacional pela USP em parceria com a Universidade de Vanderbilt, no Tenessee (EUA), e também pela ISE em parceria com a Universidade de Navarra, em Barcelona (Espanha). Possui mais de 20 anos de experiência, com passagens por grandes empresas de tecnologia e telecomunicações, como a NEC,  Latam , Brasil Telecom/Oi e AT&T entre outras.

 

Ricardo Madureira

ricardo-madureira

Ricardo Madureira é o Diretor Presidente da Vogel Telecom e Diretor no Patria Infraestrutura. Ricardo tem uma vasta experiência em gestão e desenvolvimento de negócios, tendo passado por empresas como Promon, Monsanto, CanaVialis, Votorantim Novos Negócios e AmBev. Ricardo é engenheiro químico, com MBA e graduação pelo OPM da Harvard Business School.

 

Roberto Rio Branco

roberto-rio

Possui ampla experiência em marketing, vendas e operações. Atuou como Diretor Operacional da Vivax durante quatro anos e anteriormente como COO da TVA TV por assinatura. Também liderou diversas posições gerenciais na Mesbla, no Banco de Boston e no City Bank. Roberto é administrador de empresas pela Faculdade Moraes Jr/ Mackenzie, com diversos cursos de atualização profissional no Brasil e no exterior. Foi Presidente do Conselho de Administração da NEOTV (Associação de Operadores Independentes de Telecomunicação por Assinatura) e Diretor e Membro do Conselho de Administração da TELCOMP – Associação Brasileira das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas. Na Ascenty, atua desde o start-up da operação, em 2010.

 

Rogerio Boros

rogerio-boros

Rogerio Boros é graduado em Engenharia Elétrica pela Universidade de Brasília, tem um MBA em Gestão e Finanças Corporativas pela FGV/RJ, Gestão, Inovação e Tecnologia pelo MIT Sloan e Estratégia de Negócios e Financeira pelo INSEAD. Rogerio tem 20 anos de experiência na indústria de Telecomunicações e TI, sua carreira inclui empresas como Autotrac, Nortel, InfoSpace, Nokia Networks, Telebras e Nokia Mobile Phones. Exerceu funções no Brasil, Argentina, Finlândia e Espanha, envolvendo desafios de liderança, gerenciamento de projetos e produtos, soluções e vendas. Hoje, Rogério é Gerente Sênior de Negócios para América Latina na Microsoft.

 

Pedro Pullen Parente

pedro-pullen

Pedro Parente, 62 anos, é engenheiro formado pela Universidade de Brasília (UnB), e executivo com 44 anos de carreira, sendo 32 anos no setor público e os últimos 12 anos no setor privado.

Atualmente é sócio executivo do grupo PRADA de empresas de gestão financeira e consultoria empresarial, e participa como Presidente (Chairman) dos Conselhos de Administração da BMF&Bovespa, do Grupo ABC, da SBR-Global, e do Arlon Latin America Private Equity Fund. É também membro do Conselho de Administração da Continental Grains Corporation.

De Janeiro de 2010 até abril de 2014 Parente foi CEO e Presidente da Bunge Brasil, uma das principais empresas do agronegócio e alimentos do País, líder em originação de grãos e processamento de soja e trigo e na fabricação de produtos alimentícios. Atua também no segmento de açúcar e bioenergia. É a terceira maior exportadora brasileira e a primeira do agronegócio. Em seu período à frente da Bunge no Brasil, Parente integrou todas as operações no País e liderou um processo de turnaround que levou os resultados dos negócios no Brasil para a liderança da Bunge em todo o Mundo.

De fevereiro de 2003 até dezembro de 2009, exerceu a função de Vice-Presidente Executivo do Grupo RBS, empresa multimídia com operações de mídia de massa nos estados do RS e SC, e de outras mídias em todo o território nacional. Obteve expressivos resultados empresariais durante a sua gestão, especialmente na área financeira e de sistemas de gestão. Como executivo de uma grande empresa familiar, Parente agregou um abrangente conhecimento do processo de profissionalização e institucionalização de empresas com esse perfil societário.

No setor público, Parente ocupou diversos cargos na área econômica do Governo. Foi também consultor do Fundo Monetário Internacional e de instituições públicas no País, entre as quais a Assembleia Nacional Constituinte de 1988 e diversos estados da Federação.

Foi Ministro de Estado entre 1999 e 2002 do Governo do Presidente Fernando Henrique Cardoso, onde ocupou as pastas do Planejamento (1999) e da Casa Civil (1999 a 2002). Durante esse período destacam-se a sua atuação como coordenador da Câmara de Gestão da Crise de Energia de 2001/2 e como líder da equipe de transição para o Governo do Presidente Lula.

Entre 1995 e 2002, Parente foi o Secretário Executivo do Ministério da Fazenda, quando o Ministro era Pedro Malan. Nesse período, dentre outras iniciativas, liderou o processo de renegociação da dívida dos estados e municípios e o programa de estímulo à privatização das distribuidoras/geradoras e bancos estaduais, que foram fundamentais para o saneamento das contas públicas no Brasil.

Em 1993/4, foi consultor do Fundo Monetário Internacional, baseado em Washington/DC. Realizou missões de assistência técnica a mais de uma dezena de países em todo o Mundo, especialmente do Leste Europeu – incluindo países da antiga União Soviética– e América Latina.

De 1985 a 1992, Parente ocupou diversas posições executivas nos Ministérios da Fazenda e do Planejamento, participando com destaque das iniciativas de reforma da área financeira do Governo Federal, cabendo mencionar a criação da Secretaria do Tesouro Nacional, o fim da Conta-Movimento e do Orçamento Monetário, e a implementação do sistema integrado de gestão contábil e financeira do Governo Federal (SIAFI).

Iniciou sua carreira no setor público em 1971, quando ingressou no Banco do Brasil e em 1973 transferiu-se para o Banco Central, onde permaneceu até 1984.

Ao longo de sua carreira, Parente foi membro de inúmeros Conselhos de Administração de empresas controladas pelo Governo Federal, e de empresas privadas. Foi Presidente do Conselho do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e da Petrobrás. Foi membro de conselhos de empresas como a TAM, CPFL (Presidente), Duratex, Kroton, Wilson & Sons,  Grupo RBS e da empresa Itaipu Binacional.

Pedro Parente nasceu no Rio de Janeiro em 1953. Atualmente reside em São Paulo. Residiu em Brasília de 1962 a 2002 e em Porto Alegre até 2009.  É casado com Lucia Hauptman, e tem quatro filhos de casamentos anteriores: Rafael (38), Thiago (36), Maria Elisa (32) e Louise (19).

Pelos serviços prestados ao longo de sua carreira, Pedro Parente foi distinguido com as principais condecorações nacionais civis e militares. Também recebeu condecorações de estados da Federação e países estrangeiros. É fellow da Universidade George Washington – Centro de Estudos Latinos Americanos, de Washington DC, membro do Conselho da organização Sou da Paz,  do New York Phylharmonic International Advisory Board e dos Conselhos de Administração da OSESP e da Cultura Artística.