Newsletter Telcomp RSS Telcomp LinkedIn Telcomp Twitter TelComp Facebook TelComp

Você está em: Home » Notícias do setor, TelComp destaca » Entraves marcam a construção de redes de Telecom no Brasil

Convergência Digital – Ana Paula Lobo e Rodrigo dos Santos – 21/10/11

Chris Torto, CEO da Metro Fiber Brasil, empresa que está investindo R$ 200 milhões para construir redes ópticas, diz que as barreiras para se montar negócio na área de telecom seguem as mesmas nos últimos 10 anos, especialmente, na parte de uso de postes, com custo de até R$ 11.

O executivo diz que há uma tentativa de acerto entre distribuidoras de energia e a Anatel, mas ela não consegue sair do papel. Enquanto isso, as concessionárias – com maior poder de pressão e de compra – ficam em vantagem. Mas para enfrentar essa barreira, Chris Torto aposta na criatividade e na agilidade.

“Quando montei a Metro Fiber, uma operadora levou 90 dias para me entregar um link de 2 Mbits. Isso é absurdo. Já estou me comprometendo no meu negócio a entregar em até 10 dias ao consumidor. Isso eu posso fazer e bem para ganhar pontos frente aos meus concorrentes”, disse Chris Torto, ao falar de oportunidades para entrantes no Brasil, durante o IV Seminário TelComp 2011, realizado no dia 18 de outubro, na capital paulista.

Não à toa, a estratégia da Metro Fiber é de avançar em áreas distantes dos grandes centros. O início das operações está na região do grande ABC, em São Paulo. Até o final deste ano, novas cidades – todas no interior – serão cobertas. A capital paulista fica fora do radar.

“Vamos avançar no interior. Quero ir onde não tem concorrência demasiada”, frisou. Para 2012, os planos são avançar para a região Nordeste. “O potencial lá é enorme. Falta infraestrutura e há espaço para os entrantes”, detalha. Antes de montar a Metro Fiber, Chris Torto foi dono da Vivax, empresa de TV por Assinatura, comprada pela Net Serviços.

“Já na Vivax sempre disse que tinha de ir onde não estava toda a concorrência. Fiz isso e montamos uma capilaridade muito boa”, detalha. Para apostar em fibra óptica, a Metro Fiber manteve o mesmo investidor – o fundo norte-americano Great Hill Partners.

(vídeo produzido pela CDTV, do portal Convergência Digital)




TelComp - Associação Brasileira das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas
Av. Iraí, 438 - cj 44 a 47 | Moema | São Paulo | SP | CEP 04082-001 | Tel +55 (11) 5533-8399

Nome do Usuário :
Senha:
 Lembrar      Esqueci minha senha