Newsletter Telcomp RSS Telcomp LinkedIn Telcomp Twitter TelComp Facebook TelComp

Você está em: Home » Notícias do setor » Metro Ethernet Forum mostra desafios para o mercado brasileiro

 

IP News – Mayra Feitora - 29 de novembro de 2012

Durante o MEF (Metro Ethernet Forum), que aconteceu ontem (28) em São Paulo, executivos da Cisco, Cale, RAD, DragonWave, entre outras empresas líderes no mercado de Carrier Ethernet abordaram a tendência da tecnologia para as operadoras e, entre assuntos técnicos, apresentaram os desafios para fabricantes, prestadoras de telecomunicações e profissionais.

O MEF foi apresentado como uma entidade focada em desenvolver tecnologia e padrões para Carrier Ethernet, e a certificações para produtos e profissionais foi um dos temas apresentados no Fórum. “A certificação é mandatória para fabricantes que querem entrar nessa área, pois cria padronizações”, conta Emerson Moura, um dos líderes do MEF e arquiteto de soluções da Cisco, e relata a importância para profissionais que pretendem investir nesse mercado. “A certificação profissional é importante, mas para consegui-la é preciso dedicação, pois o índice de reprovação do exame é de 60% a 70%”.

O mercado de Carrier Ethernet, segundo o executivo tem oportunidades bilionárias. “Em 2016, o mercado pode chegar a US$ 48 bilhões em receitas, não apenas em tecnologia, mas em serviços. É uma área com grande demanda de trabalho e que cresce com o aumento no tráfego de dados”, ressalta.

E Marcelo Sena, gerente de pré-vendas da CALE, afirma que o Carrier Ethernet 2.0 já é uma realidade próxima do mercado. “É uma modalidade com mais serviços, como granularidade para serviços de mobile backhual”, e ele afirma que a tecnologia é agnóstica e permite diversas formas de interconexão; Moura acrescenta que no próximo Fórum alguns produtos para 2.0 serão lançados. “Em janeiro, no próximo MEF que acontecerá em San Diego, na Califórnia, novas tecnologias serão lançados para o mercado Ethernet”.

Sobre a migração para as redes tradicionais (TDM) para a Ethernet, Moura afirma que as operadoras precisam investir nas redes e entregar serviços de qualidade. “As redes TDM são fáceis de operar, sempre responderam muito bem as questões de gerenciamento de serviços e performance, então, quando as prestadoras passam a olhar para o mundo Carrier Ethernet elas precisam pensar na entrega de um serviço de qualidade”, conta.

Durante o evento, também houve um questionamento sobre a funcionalidade das Small Cells e redes WiFi. “O WiFi você usa com uma frequencia que não é sua, por isso tende a ter mais interferência”, afirmou o gerente de produtos regional da DragonWave, Fabiano Chagas e acrescenta que as small cells vieram para ficar. “A demanda dos usuários por conectividade muda o cenário para as pequenas células, mas elas têm desafios na própria implantação”, comenta.

Notícia publicada no IP News

Tags:



TelComp - Associação Brasileira das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas
Av. Iraí, 438 - cj 44 a 47 | Moema | São Paulo | SP | CEP 04082-001 | Tel +55 (11) 5533-8399

Nome do Usuário :
Senha:
 Lembrar      Esqueci minha senha