TelComp On-line
► 03/set/2020  |  TelComp

TelComp On-line #39

Espectro
Recurso crítico para as telecomunicações

SÉRIE ESPECIAL

Na série especial sobre espectro, o TelComp On Line entrevistou 3 consultores, Carlos Duprat, Lourenço Pinto Coelho e Sérgio Quiroga, que em conjunto, contam com mais de um século de experiência em telecom, para analisar as perspectivas de desenvolvimento da 5G pela ótica das operadoras competitivas, confira:

TelComp: Qual o principal motivador para que as Operadoras Competitivas participem do próximo leilão de espectro

Proteção e aumento da base de clientes, inovação em serviços e incremento de receitas. Ao se transformar em prestador de serviços móvel de acesso à internet (WISP), a operadora ganha maior aproximação com sua base de clientes, o que ajuda na retenção e na oferta de outros serviços além de ganhos de escala.

TelComp: Quais são as principais barreiras de entrada para operadoras competitivas e ISP no leilão do 5G?

Definir estratégia para competir com grandes grupos; criar modelo de negócios; escolher equipamentos, softwares, arquitetura de redes e terminais de clientes; além de desenvolver know how e absorver as novas tecnologias. Tudo isto precisa ser refletido num business case que viabilize os grandes investimentos necessários.

As dificuldades não são poucas. Enfrentar grandes grupos com escala global e grande poder de mercado, inclusive para a aquisição de equipamentos e terminais, não é simples. Começar uma rede wireless do zero, sem contar com o “apoio” das redes 4G e anteriores, é desafiador.

TelComp: O modelo de blocos regionais deve resultar em áreas extensas: Como enfrentar este desafio?

Naturalmente é preciso sensibilizar a Anatel sobre a importância de definir áreas menores e definição de obrigações compatíveis com o perfil de operadoras que iniciarão projetos do zero. A formação de consórcios e parcerias para uso de redes fixas será muito importante e é preciso começar a trabalhar logo.

TelComp: Qual a importância da faixa de 700 MHz?

A faixa é importante pois possibilita área de cobertura muito ampla, permite complementar as redes de fibra óptica com o “Fixed Wireless Access” e é importante para desenvolver e operar a rede em 3,5 GHz. E ainda, os primeiros terminais 5G estarão disponíveis na frequência de 700 MHz.

TelComp: Qual são as perspectivas para o IoT na era da 5G?”

Como a própria definição do IoT pressupõe a conexão das coisas à internet, e sabendo-se que a 5G trará baixíssima latência e alta flexibilidade, fica evidente que os benefícios de sua implantação viabilizarão diversas aplicações que exigem tempos de resposta muito curtos, dentre elas, cirurgias remotas e indústria 4.0. Tudo isto representa potencial de fontes adicionais de receitas para as operadoras.

TelComp: Quais são as vantagens da arquitetura “Open Ran”?

A “Open Ran” permitirá a interoperabilidade ampla entre os diversos elementos da rede o que proporciona flexibilidade na concepção de redes e escolha de fornecedores, além de redução de custos. A maior variedade de fornecedores de rádio pode reduzir o custo do “RAN” em cerca de 30%. O mesmo pode ser verificado em relação a outros elementos de redes.

Nos dois principais fóruns internacionais, “O-RAN Alliance” e a “Open RAN Policy Coalition”, os principais vendors atuais estão presentes, ao lado de um leque expressivo de outros, o que incentivará a competição e, por conseguinte, a inovação.

___

Carlos Duprat: Ex-diretor da Telebrás, da Qualcomm e ex-VP da Ericsson do Brasil.

Lourenço Pinto Coelho: Ex-VP Executivo da Ericsson América Latina & Caribe, ex-Presidente da ABRINTEL e ex-Professor Associado da Fundação Dom Cabral.

Sérgio Quiroga: Ex-Presidente da Ericsson América Latina & Caribe e ex-VP mundial de vendas da Ericsson. Atualmente, é Diretor Presidente da CAVA Consultoria além de participar em conselhos de empresas.

___

TelComp On Line está publicando Série Especial sobre espectro. Regulamentação, tecnologia e cases. Participe! Envie suas questões de tópicos de interesse e faremos matérias específicas, envie seus “casos de uso” e divulgaremos. Contribua!

telcomp@telcomp.org.br

 



BRDigital, associada da TelComp, lança nova marca

Assista vídeo com José Paulo Linné. A BR Digital está de cara nova e quer mostrar para você. Uma nova e moderna marca que acompanha um posicionamento para refletir mais do que uma entrega tecnológica. Uma capacidade de acompanhamento e resposta de qualidade.

TelComp
TelComp - Associação Brasileira das Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Competitivas
Av. Iraí, 438 - cj 44 a 47 | Moema | São Paulo | SP | CEP 04082-001 | Tel +55 (11) 5533-8399