A Equatorial Telecom, pertencente ao Grupo Equatorial Energia, é uma empresa que atende ao mercado de telecomunicações desde 2009. Com competência, firmeza de posicionamento e, em respeito ao ambiente competitivo, maximiza os seus esforços na promoção e desenvolvimento social na área em que atua.

Para sabermos um pouco mais sobre a história e realizações da mais nova associada da TelComp, conversamos com seu Superintendente, Roberto Silva, que gentilmente respondeu às perguntas que lhe fizemos:

 

A Equatorial oferece quais serviços? O atual portfólio é diferente do inicial? Se sim, como se deu essa expansão?  

Roberto Silva – Nosso portfólio cresceu bastante em relação à proposta inicial. Nós oferecemos serviços de internet, voz, conectividade residencial e empresarial, e revendas de equipamentos.  Atualmente, estamos em fase de expansão, desenhando novas soluções para compor nosso catálogo de serviços e atender às demandas do mercado em que atuamos. Trabalhamos com o compromisso de escutar nossos prospects para planejar uma entrega customizada, de acordo com suas necessidades e orçamentos. 

A Equatorial tem atuação em quais Estados/regiões?  

Roberto Silva – No momento, atuamos no Amapá, Pará, Maranhão, Piauí, Alagoas, Goiás, Rio Grande do Sul e Distrito Federal. Sempre estamos avaliando as oportunidades de aumentarmos nossa atuação de mercado em outros estados e em breve teremos novidades. 

 

Quais são os diferenciais que a Equatorial oferece a seus clientes?  

Roberto Silva – Temos uma marca muito forte e presente em todos os estados em que atuamos, além disso buscamos apoiar nossos clientes a resolver seus problemas utilizando nossos parceiros comerciais. Utilizamos soluções inovadoras com muita criatividade e buscamos sempre um valor adequado às necessidades de cada projeto, além de um portfólio de conectividade, segurança, interatividade e a oferta de equipamentos dos principais fabricantes do mercado.

 

Em termos de serviços e/ou soluções, há planos de ofertar novos produtos aos clientes? Se sim, poderia falar mais sobre o assunto, investimentos etc?  

Roberto Silva – O mercado de Telecom é muito volátil e exige muita velocidade por parte de seus players, por isso temos que estar antenados para nos adaptarmos rapidamente, melhorar a tecnologia de fibra e conectividade, sempre estar nas principais pautas, buscar parcerias de negócios aderentes ao nosso fit cultural e que agreguem o conceito de “bundle”. O olhar 360º para todos os prospects B2C e B2B é importante para nossa evolução.  O cliente é sempre o centro dos nossos negócios e o foco da nossa atenção. 

Como avalia o setor de Telecom no Brasil hoje, quais os desafios e pontos positivos? 

Roberto Silva – Vejo nosso setor em constante adaptação, pois as necessidades dos clientes e suas rotinas diferenciadas fazem com que todos os players busquem as melhores entregas para serem percebidos e avaliados pelos consumidores. Com a chegada da tecnologia 5G e o aumento de provedores com entregas de fibras em altas velocidades, trouxemos para as residências e empresas oportunidades de maior produtividade e performance nas suas entregas. 

O mundo digital chegou e só avança, fazendo com que a realidade virtual e a inteligência artificial estejam cada vez mais próximas do ser humano. Creio que nosso maior desafio seja atender a jornada completa do nosso cliente, pois precisaremos ter o tempo de resposta muito acelerado e assertivo para que possamos ser avaliados de forma positiva por eles. 

No Brasil, temos muitas oportunidades de evolução e acreditamos que podemos contribuir, de forma significativa, para o desenvolvimento das cidades, capilarizando mais a fibra, aproximando-nos cada vez mais da sociedade. Temos um dever social muito grande, a necessidade faz a reinvenção do negócio o tempo todo e ainda não conseguimos ver o limite deste segmento. 

A Equatorial Telecom está conectada com esses desafios e vem se reinventando na busca por tecnologias que tragam as melhores performances e desempenhos aos nossos clientes.