A TelComp foi convidada para participar de eventos realizados pela Anatel e pela Câmara dos Deputados que colocaram em discussão assuntos como conectividade, cibersegurança e redes comunitárias. A presença nestes encontros consolida a relevância da Associação no ecossistema de telecomunicações, além de dar visibilidade às Operadoras Competitivas Associadas.

Conectividade digital

O seminário Conectividade universal e significativa: o poder do digital transformando o Brasil foi promovido pela Comissão de Ciência, Tecnologia e Inovação da Câmara dos Deputados, em 21 de novembro. Estiveram presentes o Presidente do Conselho da TelComp e CEO do Grupo DATORA, Tomas Fuchs; e o Presidente Executivo da Associação, Luiz Henrique Barbosa da Silva.

Luiz Henrique falou sobre as várias iniciativas realizadas para garantir a universalização da conectividade no País, entre elas: as Parcerias Público-Privadas (PPPs), fundos de investimentos, incentivos fiscais e subsídios governamentais, entre outras.

Tomas Fuchs destacou o trabalho que vem sendo realizado pelo Instituto Escola Conectada para levar conectividade às escolas na região da Floresta Amazônica, por meio de satélites de baixa órbita. O Conselheiro apresentou os principais resultados alcançados pelo Instituto: 434 escolas conectadas, 341 escolas em conexão e 176.830 alunos beneficiados diariamente.

Sustentabilidade nas redes comunitárias

No dia 22 de novembro, foi realizado o seminário Desafios para a Expansão Sustentável das Redes Comunitárias no Brasil. O evento buscou ampliar o diálogo com a sociedade civil e discutir mecanismos que possam oferecer maior viabilidade às redes comunitárias.

Tomas Fuchs, Presidente do Conselho da TelComp e CEO do Grupo DATORA, que é membro do GT de Redes Comunitárias da Anatel, participou do último painel do seminário e falou sobre como é possível colocar em prática projetos que levem internet para localidades distantes dos grandes centros e o quanto esse tipo de ação impacta a vida dos moradores destas comunidades.

Dentro da programação do evento, a Anatel promoveu uma visita ao Quilombo Kalunga, localizado no município de Cavalcante, em Goiás. A comitiva conheceu a Rede Comunitária Kalunga Livre, em operação na região desde 2017. Também foi possível conhecer duas escolas, uma na própria comunidade quilombola e outra em Cavalcante. As escolas foram beneficiadas pelo projeto piloto do Grupo de Acompanhamento do Custeio a Projetos de Conectividade de Escolas (Gape).

Amanda Ferreira, Gerente Regulatório e Jurídico da TelComp, também esteve na visita. Ela destacou a oportunidade de estar presente na Comunidade Quilombola e nas escolas beneficiadas pelo projeto piloto. “Foi extremamente enriquecedora e muito importante para entendermos melhor as necessidades e as dificuldades da comunidade, ajudando também a direcionar, da melhor forma, todos os esforços de apoio às políticas públicas endereçadas ao setor”, comentou.

Segurança cibernética

No dia 23 de novembro, a Gerente Regulatório e Jurídico da TelComp, Amanda Ferreira, representou a TelComp no Workshop de Segurança Cibernética e Combate à Fraude no Ecossistema Digital, promovido pela Anatel.
 
Amanda participou do painel A contribuição setorial na promoção da segurança cibernética: atuação, melhores práticas e desafios do Setor de Telecomunicações. O debate foi moderado pelo Professor Alexandre Veronese (UNB) e contou com a participação do Superintendente de Controle de Obrigações da Anatel, Gustavo Borges; de Cristiane Sanches, da ABRINT; e de Diogo Della Torres, da Conexis Brasil Digital.

Amanda destacou que as Operadoras Competitivas estão atentas às resoluções relacionadas à segurança, pois entendem que segurança é sinônimo de confiabilidade junto aos clientes. “Nossas Associadas entendem que ter uma boa reputação é fundamental para se manterem no mercado e isso inclui estarem atualizadas e seguras”.